Sede de Concelho

No período medieval, final do séc. XII é uma das treze vilas dos coutos alcobacenses (fundados em 1147 por D. Afonso Henriques) Aljubarrota era então a única vila dos couto que tinha a regalia de ter fornos de cozer pão e lagares de vinho próprios.

Em 1316 foi concedido foral pelo Dom Abade de Alcobaça.

A 14 de Agosto de 1385 ocorre a celebre Batalha de Aljubarrota entre os exércitos português e castelhano, tendo o exército português sob o comando de D. João I e Nuno Álvares Pereira consumado a desejada Independência Nacional.
Em 1514 o El-Rei D. Manuel I renova a carta de foral, e concede, também no séc. XVI, o estatuto de vila, deixando então de prestar vassalagem aos monges de Cister.

Em 1833, com a extinção da Ordem de Cister, Aljubarrota perde importância administrativa em relação a Alcobaça, acabando por perder o estatuto de sede de concelho em 1855, hoje faz parte do concelho de Alcobaça.